É tempo de dizer que ama e que perdoa

É tempo de dizer que ama e que perdoa. É tempo de dizer que sente saudade. É tempo de dizer que sente falta do som do riso e da gargalhada. 

É tempo de dizer que sente saudade do abraço, do beijo, do cafuné ou simplesmente de segurar nas mãos. 

Passamos a vida adiando decisões e fingindo, por vezes, que estamos bem.

Passamos a vida esperando que o outro dê o primeiro passo ou toque naquele assunto delicado engavetado em algum lugar dentro da nossa mente que evitamos relembrar.

Passamos a vida tentando ser forte, tentando vencer as nossas próprias batalhas pessoais e todas as nossas fraquezas empurramos pra debaixo do tapete.

O tempo passa tão rápido, meu amigo. Não seja orgulhoso e seja você o primeiro a dar o passo na direção do coração do outro.

É tempo de responder suas mensagens. É tempo de gravar um áudio e dizer tudo que você até aqui não teve coragem de dizer.

É tempo de gravar um vídeo só pra dizer: Sinto tanto a sua falta. Eu te amo!

A vida e a morte andam lado a lado. O começo e o fim. O hoje que temos e o amanhã que podemos não alcançar.

Se não pode abraçar, nem beijar e nem tocar entenda que é possível abraçar forte alguém com palavras bonitas, que é possível beijar alguém com sorrisos e gestos e que é possível tocar o coração com um simples olhar.

A vida, mais do que nunca, revela sua fragilidade e o seu fim. É triste? É. 

Pense na sua vida e na vida de quem você ama ou sente raiva. Encontre neste tempo que nos foi dado para pensar, para organizar, para entender e para perceber que é preciso abandonar os excessos e dar valor a cada segundo. 

O tempo está passando, caro leitor. Não desperdice alimentando a dona ira. Alimente o amor. Ele é divino, perfeito e torna a sua vida mágica.

 

Obs: O texto reflete minha visão da vida cotidiana. 

 

Deixe um comentário