O que eu aprendi observando as formigas

O que eu aprendi observando as formigas é um relato pessoal do meu olhar atento sobre a vida das formigas.

Gosto de observar a natureza e aprender através de cada estação que tudo sempre recomeça.

Em um momento a árvore floresce e carrega os frutos mais saborosos ou fica formosa cheia de flores.

No momento seguinte, suas folhas caem.

Seus frutos também. Suas folhas o vento leva.

Chegou a seca. E tudo que antes era abundante para os homens e para os animais torna-se escasso.

O que eu aprendi observando as formigas

Penso, ao observar a natureza, que existe um equilíbrio.

Foi assim que eu observei as formigas por tanto tempo.

E sabe o que eu aprendi com elas?

Primeiro que uma formiga quando encontra uma pequena folha carrega sozinha, mesmo quando a folha pesa mais do que o próprio corpo.

 Ela tem foco, ela desvia dos obstáculos e quando uma ou mais formigas se aproximam para ajudá-la a carregar ela não é orgulhosa a ponto de dizer: Não preciso de você. Não preciso que me ajudem. Eu posso.

Aprendi também que as formigas sabem da importância de construir um teto para morar com sua família.

Aprendi que uma formiga se preocupa com as outras formigas e divide o seu doce com quem não tem.

Aprendi que as formigas são solidárias com as outras formigas.

Aprendi que as formigas são excelentes construtoras. Elas se interessam em construir algo para chamar de seu ou de nosso.

Aprendi que as formigas não são individualistas. Elas sabem somar e dividir forças e responsabilidades.

Aprendi que elas não frequentaram escola algum e nem possuem diploma na parede, mas a vida lhes ensinou a importância de fazer a sua parte para merecer comida e morada.

Aprendi que estamos sempre nos questionando. Questionando nossas escolhas, nossos caminhos até aqui, nossas decisões tomadas e por vezes pensamos:

Será que estou vivendo a vida que sempre sonhei? Ou, sou apenas o resultado das longas, difíceis e divertidas fases vividas até chegar aqui?

A formiga não fica pensando: Será que devo deixar esse pedaço de chocolate para comer amanhã?

O amanhã não existe nem para a formiga e talvez nem para nós.

Mesmo sabendo disso teimamos em idealizar o amanhã e deixamos de viver o hoje.

Hoje eu te convido a pensar como as formigas. Volte os teus olhos para o que de fato te faz bem.

Siga sua busca. Mantenha o seu foco. Acredite que a vida pode ser doce. A vida pode ser divertida. A vida pode ser incrível.

Você só precisa abrir a mente para os bons pensamentos e o coração para as melhores coisas da vida.

Volte os teus olhos para o que existe de maravilhoso dentro de você.

E tudo que existe de maravilhoso dentro de você vai ganhar vida e colorir tudo a sua volta.

E, assim como as formigas aceite a ajuda do outro e o apoio também. Deixe o orgulho bobo de lado e saiba que quando unimos forças construímos coisas lindas.

 

 

Um comentário

Deixe um comentário