Carta aberta pra minha mãe

Carta aberta pra minha mãe, Antonia, a mulher dona do meu coração. 

Mãe, quantas vezes declaramos o nosso amor em um único dia? Quantas vezes falamos alto entre a sala e a cozinha “Eu te amo”? Certamente mais de dez vez ao dia.

Às vezes o “Eu te amo tanto” é na nossa prosa diária na mesa do café da manhã ou entre um cafuné e outro enquanto escrevo.

Às vezes o “Eu te amo” não vem acompanhado de palavras, mas de gestos, atitudes ou apenas um olhar no meio da multidão.

  Às vezes o “Eu te amo filha” vem acompanhado da sua bênção diária ou entre abraços e beijos.

O nosso “Eu te amo” não se define com o seu real significado. Ele não segue regras ou a definição do dicionário. Ele é grande. Ele é único. É o nosso amor. O nosso tudo. 

A vida é tão cheia de mistérios e um deles é o nosso encontro terreno. Duas almas escolhidas por Deus. Dois espíritos que combinam. Duas mentes completamente diferentes em milhares de ideias e pensamentos e, mesmo assim idênticas em milhares de outras coisas.

A caminhada ao seu lado é um presente que agradeço todo dia. Deus escolhe tudo com perfeição e a senhora é a escolha do coração de Deus ao meu coração. 

Sobrevivemos juntas a duras tempestades, intensas ventanias e agitadas ondas de aflições e medos e Deus nos deu a vida abençoada que temos ao lado uma da outra. Que incrível é o agir de Deus em nosso lar!

Meu amor, minha amiga, minha confidente, minha conselheira e minha companheira de viagem a senhora é a minha rainha e eu te apresento ao nosso Deus sabendo que ele te abraça forte e abençoa a sua vida.

Deus pegou o nosso nada e nos deu tudo. Deus segurou em sua mão os nosso pedaços e colou cada pedacinho. Deus lapidou o nosso coração até que ele pudesse brilhar cheio de fé e esperança. 

O que teria sido da nossa vida sem o agir sobrenatural de Deus? Seríamos nada! Mas eu me rendo aos pés do Senhor  em gratidão pela grande mulher que a senhora é aos meus olhos. 

Quem partilha da nossa intimidade sabe que não sou apenas a sua filha, mas que eu sou a sua mãe também. Cuido de ti como se fosse a minha filha, zelo pela sua vida como seu fosse o meu bem mais precioso e sei com toda certeza que nossa amizade e nos laços foram selados nos céus pelo Espírito Santo de Deus. 

Todo dia é o seu dia. Toda hora é a sua hora. Cada segundo ao seu lado torna a minha vida mais feliz. 

Minha menina de sorrir e choro fácil deixo aqui o registro aberto do meu amor pela senhora. 

Eu te abraço e nos seus braços me sinto acolhida, amada e preciosa. Eu te amo, meu amor!

3 Comentários

Deixe um comentário